Aprovada em 2017, a nova proposta para o ensino médio começará a ser implementada em pelo menos 16 estados a partir de 2021. No primeiro semestre do ano, as primeiras escolas-piloto adaptadas de acordo com a reforma devem começar a funcionar.

 

12 opções de cursos, o estado de São Paulo saiu na frente. Já nos outros estados, a implementação depende de consultas públicas, avaliação e homologação dos Conselhos Estaduais de Educação, que devem ser realizadas ainda em 2020.

Esse processo deverá ser concluído nos estados do Acre, Alagoas, Amapá, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraíba, Minas Gerais, Pernambuco, Roraima, Sergipe, Paraná, Santa Catarina até o final do ano. Porém, todos os estados e o Distrito Federal deverão cumprir os prazos previstos na legislação.

A comunidade escolar, estudantes e especialistas em educação devem contribuir na elaboração do currículo. Os estudantes poderão optar por disciplinas com as quais mais se identifiquem.

O novo currículo será implementado de forma progressiva aos alunos do primeiro ano do ensino médio em 2021. Na sequência, em 2022, para os estudantes do segundo ano e, em seguida, para os estudantes do terceiro ano, em 2023.

Em nota, o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), órgão que coordena a Frente Nacional do Novo Ensino Médio, afirma que os novos currículos estão alinhados à Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

“Eles nos dão as diretrizes necessárias para repensar o aprendizado dos jovens daqui para frente. A pandemia só escancarou o que já se percebia antes: o aprendizado dos jovens do ensino médio precisa ser mais significativo, mais conectado com a vida real, para que eles percebam mais valor na escola”, afirma o Consed.

O novo formato prevê que os estudantes passem a ter mais aulas de Português e Matemática e se aprofundem em um dos cinco itinerários formativos propostos na lei: Matemática, Linguagens, Ciências da natureza, Ciências humanas e ensino técnico, ao invés de um currículo “enciclopédico”.

Além disso, a carga horária oferecida nas escolas deverá aumentar de 800 para mil horas-aula anual até 2022, somando três mil horas de aulas nos três anos do ensino médio. Do total, 1.200 horas devem ser destinadas à oferta dos chamados “itinerários formativos”.

Agência Educa Mais Brasil

Congresso reúne profissionais para debater jornalismo e educação

Evento é realizado pela Jeduca; será on-line e gratuito  Entre os dias 27 de setembro e 1º de outubro será realizado o 5º Congresso

Minicurso sobre educação de qualidade aceita inscrições até

Aulas serão gratuitas e on-line, com carga horária de oito horas e emissão de certificado Estão abertas as inscrições para o minicurso

Gente de Sucesso: Jovem de 22 anos do interior de Itanhém será novo

Teixeira de Freitas: Nossa equipe de reportagem conheceu a história de um jovem morador do distrito de Batinga, interior de Itanhém que, com

Programa disponibiliza bolsas de estudo integrais para jovens

Selecionados devem ter realizado atividade de impacto social positivo na área da saúde Uma parceria entre a organização sem fins lucrativos One

Secretaria de Educação e PM conversam sobre renovação do Termo de

Teixeira de Freitas: Com objetivo fortalecer as bases disciplinares e consequência avançar nas questões pedagógicas, a Prefeitura Municipal de

Empresas com um bom relacionamento com seus clientes são

A votação para o prêmio segue aberta até o dia 31 de outubro Independentemente de ser atendido pessoalmente ou virtualmente, ter uma boa

Mais Identidade: projeto brasileiro devolve autoestima de quem sofre

Reabilitação bucomaxilofacial pode ser feita em mais pessoas; saiba como ajudar   Quando seu rosto começou a desfigurar como consequência de

Enem 2021: isentos faltosos na edição 2020 terão novo prazo de

Inscritos nessa nova etapa farão as provas nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022 Uma nova rodada de inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio

“História e Rede Pública de Ensino” é tema de debate de

Bate-papo será transmitido ao vivo, no YouTube, e posteriormente disponibilizado no Spotify   Os acontecimentos ainda em curso, como a pandemia,

Cursos gratuitos são oferecidos pelo Instituto Butantan

As vagas para os cursos são limitadas e o preenchimento será feito de acordo com a ordem de inscrição A partir desse mês de setembro vão estar

Nossos Apoiadores: