Durante pronunciamento em rede nacional na noite desta terça-feira, 24, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a causar polêmica ao comparar novamente a Covid-19 com uma “gripezinha”, criticar a imprensa, atacar governadores por determinarem quarentenas e de pedir o fim do isolamento social, o que chamou de “confinamento em massa”.

“Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento de comércio e o “confinamento em massa”, disse, referindo-se aos governadores. A quarentena tem sido uma das principais recomendações das autoridades de saúde, incluindo o próprio Ministério Federal, para evitar a proliferação do novo coronavírus.

Bolsonaro ainda acusou a mídia de provocar “histeria” na população, afirmando que os veículos de comunicação “espalharam pavor tendo como carro-chefe o grande número de vítimas na Itália”. Ele disse também que a “nossa vida tem que continuar” e que “devemos sim, voltar à normalidade”.

Ao falar das escolas, o presidente disse que a medida era desnecessária devido às informações do perfil mais acometido pela pandemia. “O que se passa no mundo tem mostrado que o grupo de risco é o das pessoas acima de 60 anos. Então, por que fechar escolas? Raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos”.

Por fim, Bolsonaro minimizou mais uma vez, os efeitos do coronavírus e disse que os piores sintomas afetariam apenas os mais idosos. Ele chegou a afirmar que caso contraísse o vírus, não precisaria se preocupar porque teria somente uma “gripezinha” graças a seu “histórico de atleta”.

Bolsonaro foi alvo de novos protestos durante o seu pronunciamento. Além de Salvador, moradores de várias cidade do Brasil foram às janelas para bater panelas e pedir a saída dele da Presidência. Até as 17h desta terça-feira, o Brasil já tinha registrado 46 mortes e 2.201 casos de Covid-19.

Com Informações: A Tarde


Coronavírus: suspeita de primeiro caso leva prefeito de Eunápolis a

  Eunápolis: A Prefeitura de Eunápolis anulou o decreto que permitiu a reabertura gradativa das atividades econômicas do município na

Senado recorre de decisão que bloqueia fundo eleitoral por pandemia

O Senado recorreu ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1)da decisão da Justiça Federal de Brasília que bloqueou o dinheiro do Fundo

COVID 19: Prefeitura intensifica fiscalização do comércio local e

Teixeira de Freitas: A Prefeitura de Teixeira de Freitas está fiscalizando, por meio das Secretarias de Saúde e de Segurança Pública, com o

Especialistas preveem adiamento das eleições como reflexo da

A pandemia do novo coronavírus e a incerteza em relação ao tempo que o Brasil levará para se livrar do vírus devem afetar afetar os prazos e o

Juiz bloqueia fundos partidário e eleitoral para reforçar combate

O juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, da 4ª Vara Cível da Justiça Federal em Brasília, determinou nesta terça-feira (7) o bloqueio dos

Teixeira: Fique atento aos novos horários de atendimento da rede

Teixeira de Freitas: O secretário Gilberto Souza de Assistência Social de Teixeira de Freitas, alterou o funcionamento dos serviços da rede

Teixeira: Iniciada a obra de asfaltamento da Rua Dr. José de Alencar

Teixeira de Freitas: A Prefeitura de Teixeira de Freitas está dando continuidade, com todas as medidas de segurança estabelecidas pelos órgãos

Prefeitura de Teixiera decreta reabertura do comércio nesta terça

Teixeira de Freitas: O Decreto 436/2020, publicado na tarde desta segunda-feira (06), determina a reabertura do comércio varejista no município

Militares convencem Bolsonaro a não demitir Mandetta, diz jornal

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, não deve ser demitido nesta segunda-feira, 6. De acordo com a Veja, o presidente Jair Bolsonaro já

Temóteo Brito muda os comandos das Secretarias de Infraestrutura e

Teixeira de Freitas: O prefeito Temóteo Alves de Brito (PP) promoveu na tarde desta última sexta-feira (03/04), uma cerimônia para anunciar

Nossos Apoiadores: