Novo cronograma será divulgado em edital específico

O Ministério da Educação (MEC) vai prorrogar o prazo para inscrições em vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2020. De acordo com comunicado na página do Fies na internet, a alta procura pelas inscrições ocasionou sobrecarga e instabilidade no sistema. O processo está suspenso e um novo cronograma será divulgado em edital específico.

As inscrições começaram na última segunda-feira (6) e, segundo o comunicado, quem já se inscreveu não será prejudicado. A ampliação do prazo será proporcional ao tempo em que a plataforma ficou indisponível para os candidatos.

Os três primeiros dias de inscrições (6 a 8/10), estavam reservados para a oferta exclusiva de vagas para os cursos prioritários, como os da área de saúde, engenharias, licenciaturas e ciência da computação. Os candidatos não matriculados em uma instituição de ensino superior poderiam se inscrever até 13 de outubro. E aqueles já matriculados teriam prazo até o dia 13 de novembro para realizar suas inscrições.

As vagas remanescentes são aquelas que não foram ocupadas no decorrer do processo seletivo regular, por desistência dos candidatos pré-selecionados ou falta de documentação na contratação do financiamento, por exemplo. Nessa etapa, estão sendo ofertadas 50 mil vagas.

O processo de ocupação das vagas remanescentes é diferente dos processos regulares de seleção do Fies e ocorrerá de acordo com a ordem de conclusão das inscrições. Por essa razão, o MEC alerta que o candidato que precisar alterar alguma informação na inscrição já concluída no sistema deve ficar atento porque terá que cancelá-la para depois realizar uma nova inscrição. Dessa forma, a mesma vaga escolhida anteriormente poderá ser ocupada por outro candidato que tiver concluído a inscrição antes.

Para se inscrever, é necessário ter participado de uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir de 2010, ter obtido no mínimo 450 pontos na média das cinco provas do exame e não ter zerado a prova de redação. O interessado precisa ainda ter renda mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa da família.

O Fies é o programa do governo federal que tem o objetivo de facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. Criado em 1999, ele é ofertado em duas modalidades desde 2018, por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

O primeiro é operado pelo governo federal, sem incidência de juros, para estudantes que têm renda familiar de até três salários mínimos por pessoa; o percentual máximo do valor do curso financiado é definido de acordo com a renda familiar e os encargos educacionais cobrados pelas instituições de ensino. Já o P-Fies funciona com recursos dos fundos constitucionais e dos bancos privados participantes, o que implica cobrança de juros.

Fonte: Agência Brasil

Fies: inscrições para vagas remanescentes são retomadas

Há 50 mil inscrições não preenchidas nas edições de 2020 As inscrições para vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil

Professor de matemática vence o prêmio Educador do Ano de 2020

Luiz Felipe Lins, do Rio, foi eleito em seleção que contou com inscrição de projetos de 3.700 educadores. O professor Luiz Felipe Lins, do

Quarta parcela do vale-alimentação estudantil é paga para alunos

Os estudantes da rede estadual de ensino de toda a Bahia já podem realizar compras com a quarta parcela do vale-alimentação, cujo crédito, no

Nasa anuncia descoberta de água em estado líquido na Lua

Descoberta pode ajudar em futuras missões de longa duração O Observatório Estratosférico de Astronomia Infravermelha (Sofia, na sigla em

Monoglotas e alienados? Estudantes brasileiros em 'competência

Relatório com base em questionários do Pisa tenta mensurar 'competências globais' de jovens de 15 anos; professores brasileiros se queixam de

Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior

Em 2019, as matrículas dos calouros representavam 43,8% do total O Censo da Educação Superior de 2019, divulgado hoje (23) pelo Instituto

Governo regulamenta renegociação de dívidas com o Fies

Medida entra em vigor em 3 de novembro e adesão vai até 31 de dezembro O governo federal regulamentou o programa que permite a renegociação de

Correios e MEC preparam a entrega de 197 milhões de livros

Serão entregues 197 milhões de livros em municípios de todo o país Os Correios e o Ministério da Educação iniciaram hoje (22)

Investimento público na educação ajudou a distribuir renda no

O estudo, divulgado pela entidade Campanha Nacional pelo Direito à Educação, prevê que desigualdade social pode crescer nos próximos anos se

Ministério da Justiça monta sistema de acompanhamento do Enem

As provas impressas serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro Representantes das forças de segurança de todas unidades federativas,

Nossos Apoiadores: