O ministro da Educação pretende melhorar os índices educacionais no ranking mundial

O Governo Federal, por meio do Ministério da Educação (MEC), irá encaminhar ao Congresso Nacional uma proposta de alteração nas regras do financiamento da educação básica.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, tem o objetivo de aumentar a contribuição da União para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O diálogo sobre a possibilidade de elevação dos repasses da União já está em debate na Câmara dos Deputados, desde a criação de uma comissão especial sobre o tema, a PEC 15/2015. O Senado também discute a pauta, por meio da implementação da PEC33/2019.

Instituído no ano de 2006, com a intenção de ser mantido em atividade até 2020, o Fundeb é, atualmente, o principal mecanismo de financiamento da educação básica no país.

Os recursos são responsáveis por mais de 60% do investimento de todo ensino básico no Brasil. Tais valores são provenientes de impostos e repasses da União, estados e municípios.

No ano passado, somente a União transferiu R$ 14,3 bilhões aos estados. Informações coletadas pela comissão especial criada pela Câmara dos Deputados para discutir a PEC 15/2015 indicam que, caso a proposta de ampliar a participação da União dos atuais 10% para 40% em 2031 seja aprovada, o impacto orçamentário da mudança será da ordem de R$ 279,8 bilhões.

De acordo com o ministro Weintraub, o intuito é fazer com que o Brasil avance no ranking do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), índice que avalia o nível da educação básica no mundo.

*Com informações da Agência Brasil

Fonte: Juliete Neves - Agência Educa Mais Brasil

83% dos jovens se sintam pressionados sobre futuro acadêmico, diz

Entre aqueles que desistiram de estudar, 68% pretende voltar às aulas após a interrupção da pandemia. Pesquisa ouviu 1,5 mil pessoas acima de 16

Inscrições para bolsas remanescentes do ProUni terminam quarta

Há 90 mil bolsas não preenchidas no processo seletivo regular Os candidatos já matriculados ou não em instituição de ensino superior, onde

Por que Microsoft deixou 855 computadores no fundo do oceano por

Experimento pouco comum da Microsoft chegou ao fim agora Dois anos atrás, a Microsoft colocou um centro de dados no fundo do mar na costa de

No Peru, pandemia levou cerca de 300 mil alunos a desistirem da

Número equivale a 15% dos estudantes do país. Entre os motivos estão a necessidade de trabalhar e as dificuldades de acesso a aulas

Ministro da Educação diz que jamais incentivou discriminação

Milton Ribeiro afirmou que declarações foram retiradas do contexto O ministro da Educação, Milton Ribeiro, divulgou nota neste sábado (26)

Não se deve menosprezar a capacidade de um surdo, diz pesquisador

Professor Messias Ramos, que é surdo, estuda linguística no doutorado Entre livros, aulas e pesquisas, Messias Ramos Costa se prepara para

CIEE lança programa para capacitar estudantes do ensino médio

Estágio terá carga horária diária de seis horas O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) lançou hoje (24) um programa voltado para a

Alunos com Fies podem suspender pagamentos até o fim da pandemia

Nova resolução amplia benefício enquanto durar estado de calamidade Estudantes que têm contratos do Financiamento Estudantil (Fies) por meio

Entidades estudantis convocam atos contra corte no orçamento

A mobilização é organizada pela UNE, a UBES e a ANPG e ocorrerá nesta quarta-feira (23). Estão marcadas para esta quarta-feira (23/9)

Enem: estudantes têm até 1º de outubro para inserir foto no

A fotografia deve mostrar o rosto inteiro do participante Até 23h59 (horário de Brasília) do dia 1º de outubro inscritos no Exame Nacional do

Nossos Apoiadores: