Cerca de 60% dos jovens brasileiros são favoráveis ao aumento dos investimentos do país na ciência, foi o que revelou uma pesquisa divulgada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O estudo diverge dos cortes orçamentários para projetos científicos, como exemplo, a provável suspensão das bolsas do CNPq.

A pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia, voltada para a Comunicação Pública com pessoas entre 15 e 24 anos, mostra ainda o tipo de interesse dos jovens brasileiros na ciência: 80% disseram que se interessam pelo meio ambiente, 74% por medicina e saúde e 67% por ciência e tecnologia.

Estudante da Escola SESI, Fernanda Marinoski, 15 anos, se descobriu na área científica quando assistiu à apresentação sobre o projeto de iniciação cientifica. “Lá somos estimulados a ter mais responsabilidade e nossa criatividade é explorada ao extremo”, pontua. Marinoski, que estuda o 1º ano do ensino médio, iniciou no projeto no curso de inovações tecnológicas em maio deste ano. “Eu e meu grupo estamos em período de formação, que dura um semestre. Nesses seis meses aprendemos o básico: manusear ferramentas, programação, trabalhamos muito com placas do tipo arduíno e etc”, explica sobre a formação que é imprescindível para começar a realizar pesquisas na área.  A aluna da Escola SESI ainda está construindo a sua ideia de linha pesquisa, mas já tem certeza do que quer do futuro. “Meu objetivo é concluir o curso e me formar em engenharia mecânica”, planeja Marinoski. 

Na Escola SESI-BA, os estudantes aprendem a construir seu conhecimento a partir da pesquisa em iniciação científica, empreendedorismo e tecnologia. De acordo com o especialista responsável pela Iniciação Científica na rede SESI Bahia, Fernando Moutinho, os desafios e problemáticas do cotidiano dos alunos são utilizados como base para desenvolvimento. “O maior interesse de nossos estudantes está voltado para as áreas de ciências da natureza e matemática, como biotecnologia, programação computacional, robótica e engenharia. No entanto, também temos projetos de pesquisa desenvolvidos em outras áreas como ciências humanas e linguagens”, observa Moutinho.

Eventos Científicos

Os estudantes da Escola SESI participam das principais feiras de iniciação científica nacional, como a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE, USP - São Paulo/SP) e a Mostra Brasileira e Internacional de Ciência e Tecnologia (MOSTRATEC, Fundação Liberato, Novo Hamburgo/RS).

“No ano de 2018, conquistamos duas vagas na delegação brasileira para representar o Brasil na maior Feira de Iniciação Científica do mundo, a Feira Internacional de Ciências e Engenharia Intel (International Science and Engineering Fair, INTEL-ISEF) realizada anualmente nos Estados Unidos”, pontua Moutinho. As participações rendem premiações como bolsa de iniciação científica júnior do CNPQ, credenciais em Feiras Nacionais e Internacionais, além de prêmios como tablets, medalhas, troféus e certificados.

Agência Educa Mais Brasil


Enem 2020: plataformas on-line e gratuitas liberam conteúdos

Conteúdos auxiliam os estudantes em diversas disciplinas Com o adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, sem novas

Supertelescópio registra sinais inéditos de nascimento de planeta

Cientistas estavam observando jovem estrela chamada AB Aurigae, que fica a 520 anos-luz da Terra, quando notaram denso disco de poeira e gás girando

Governo prorroga prazo de inscrição do Enem até dia 27

Medida foi anunciada pelo ministro da Educação pelo Twitter O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou a prorrogação do prazo de

Estudantes dividem opiniões sobre o adiamento do Enem 2020

A suspensão das provas foi aprovada pelo Senado na terça-feira (19) O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Mais de 4 milhões de estudantes não têm internet em casa no Brasil

A ausência desse recurso interfere diretamente na educação De acordo com os dados divulgados na semana passada pelo Fundo das Nações Unidas

Adesão ao Sisu começa a partir da próxima segunda-feira

Programa seleciona estudantes para ensino superior da rede pública O Ministério da Educação divulgou nesta quarta-feira (20) o cronograma para

Inep anuncia adiamento do Enem para dezembro ou janeiro

Exame será adiado de 30 a 60 dias, como tinha proposto o ministro da Educação, Abraham Weintraub, pelo Twitter. PL do adiamento passou pelo Senado

Prêmio para mulheres na ciência está com inscrições abertas até

Candidatas podem receber bolsa de R$50 mil reais O programa “Para mulheres na Ciência” para pesquisadoras nas áreas de Ciências da Vida,

Enem 2020: estudantes serão consultados sobre o adiamento do exame

Opinião será dada através da Página do Participante O ministro da Educação Abraham Weintraub informou, na última terça-feira (19), que

Edital para financiamento de pesquisa na Amazônia Legal é divulgado

Ao todo, serão investidos até R$ 56,4 milhões A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) lançou nesta

Nossos Apoiadores: